Cidade pode ganhar Ponto de Apoio mais estruturado para acolher pessoas em situação de rua

154 visualizações

Locação do imóvel e aquisição de imobiliário estariam em fases avançadas. Em 2022, Secretaria de Assistência Social fechou os dois pontos de apoio no auge do inverno, mas teria reaberto em um espaço foi improvisado, após pressão de movimentos sociais e da Defensoria Pública. 

Nova Friburgo deve voltar a ter um abrigo estruturado para acolher as pessoas em situação de rua. A informação foi confirmada pelo Secretário de Assistência Social, Diego Asth, ao EcoSerrano, na tarde da última sexta-feira, 24. Desde o ano passado, a Defensoria Pública acompanha a situação e o novo espaço é fruto justamente do diálogo entre as partes.

Os trâmites para locação do imóvel já estão avançados. Segundo as informações, o local já passou pela avaliação e aguarda as fases finais para a celebração do contrato. A Secretaria de Assistência Social também já iniciou o processo para aquisição do mobiliário e os trâmites também já estão bem avançados.

Segundo o secretário Diego Asth, o abrigo ficará em um ponto bem localizado, e terá um espaço amplo para que os vulneráveis possam fazer suas refeições, higienes e ter um local digno para dormir. Por motivos de segurança o endereço não poderá ser revelado até que os trâmites terminem. Diego mostrou empolgação e alegria ao falar deste avanço da pasta e comentou que a intenção é dar dignidade às pessoas em situação de rua.

Episódio com vulneráveis na última semana chamou atenção

Recentemente, na última semana, uma pessoa em situação de vulnerabilidade veio a óbito e o corpo foi encontrado no bairro de Duas Pedras. No entanto, segundo a Secretaria, o homem era de Teresópolis e não estava referenciado no município. Ainda na última semana, um vídeo que, ao que parece, foi uma brincadeira entre as pessoas em situação de rua, viralizou nas redes, quando duas destas pessoas jogaram uma terceira em uma caçamba de lixo.

Apesar dos esforços da Secretaria de Assistência Social, os casos da última semana acenderam a luz de alerta para um problema que é difícil de resolver. Segundo servidores da pasta responsáveis pelas ações de acolhimento, mesmo acontecendo regularmente, a adesão para os serviços disponibilizados pelo Município e pelas esferas estaduais e federais têm sido baixa. Não se pode obrigar a pessoa em situação de rua a aceitar a ajuda e aderir aos programas oferecidos, esta escolha precisa ser da pessoa.

Problemas de um passado recente

Em 2021, a Secretaria chegou a contabilizar cerca de 90 pessoas em situação de vulnerabilidade. Em cerca de 8 meses, a pasta, após um trabalho intenso de recuperação e reinserção destas pessoas, conseguiu reduzir a cerca de 30. No entanto, em 2022, o cenário que antes apontava um avanço teria ido na direção oposta, ou seja, retrocedido.

No ano passado, após a troca de secretários (sai Marcinho Alves, entra Simone de Almeida Pinto e depois Yuri Guimarães) a Prefeitura de Nova Friburgo, havia determinado o fechamento dos pontos de apoio de Mury e Duas Pedras. A notícia foi dada em primeira mão pelo EcoSerrano.

Na ocasião, a cidade enfrentava uma onda de frio e estava no auge do inverno. O ponto de Duas Pedras, que pertence à prefeitura, foi cedido a um moto clube. O espaço já havia sido cedido aos amantes do motociclismo em uma ocasião passada, mas o Executivo havia pedido o local para alocar emergencialmente algumas pessoas em situação de rua. Em maio do ano passado, como mostra uma publicação no Instagram da pasta, o então subsecretário Diogo Bastos recebeu na sede da Secretaria membros do motoclube para, ao que parece, reiniciar as conversas para a “devolução” do espaço.

Após a saída de Simone, o ponto de apoio de Mury foi fechado, já na gestão de Yuri Guimarães. Posteriormente, ainda no auge do inverno, a pasta determinou o fechamento do único ponto de apoio de Duas Pedras.

A Defensoria Pública e movimentos da sociedade civil pressionaram o Executivo para a reabertura do local, que, ao que parece, já teria sido devolvido ao motoclube. Como solução, o espaço onde funcionou por alguns meses o Almoxarifado da pasta, virou o novo ponto de apoio. O local foi alvo de alerta, porque, segundo a Defensoria Pública, o espaço não tinha as condições ideiais para acolher as pessoas em vulnerabilidade.

Segundo Diego Asth, assim que o novo local entrar em funcionamento, a tendência é que o espaço atual seja desativado e devolvido ao proprietário.

Redes Sociais do EcoSerrano

Telegram
Grupo de Whatsapp 3
Grupo de Whatsapp 2 (lotado)  
Grupo de Whatsapp 1 (lotado) 
Instagram: @ecoserrano
Facebook: @ecoserranoo
Twitter: @serrano_eco

Youtube: EcoSerrano

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seu nome, e-mail e IP por este website.

Matérias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Privacidade

Políticas de Privacidade e Cookies
error: Content is protected !!