Vídeo mostra homem sendo jogado em caçamba de lixo, no Centro de Nova Friburgo

Publicado: Última atualização em 2238 visualizações

Na última quinta-feira, em outro caso envolvendo pessoas em situação de rua, um homem foi encontrado morto em Duas Pedras. Secretaria de Assistência Social esclarece os dois acontecimentos e reforça o monitoramento das pessoas vulneráveis

Na última quinta-feira, o corpo de um homem de 44 anos, supostamente em situação de rua, foi encontrado morto, em Duas Pedras. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 6h e encontrou a vítima, de 44 anos, próximo à Rodoviária Norte.

Em contato com o EcoSerrano, a coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Rosângela Cassano, informou que a vítima não era referenciada no município seria o que chamam de “flutuante” a pessoa em situação vulnerável que está temporariamente na cidade. O homem seria natural de Teresópolis, e a secretaria havia conseguido localizar a irmã para comunicar o ocorrido. Rosângela informou ainda que o Creas ofereceu suporte para que a família da vítima pudesse dar inícios aos trâmites de sepultamento e translado do corpo.

A vítima não possuía sinais de violência, de acordo com a polícia e por isso, inicialmente, a morte do homem não é tratada como crime.

Homem é jogado na caçamba de lixo

Um vídeo de pessoas em situação de rua também viralizou no início desta semana, ainda durante o Carnaval. Nas imagens, é possível ver dois homens carregando um terceiro homem e jogando-o em uma lata de lixo, na altura da Catedral São João Batista.

Em nota, a Secretaria de Assistência Social informou que monitora e acompanha todas as pessoas em situação de rua em Nova Friburgo. Segundo a pasta, o homem jogado dentro da caçamba, tem origem no município, mas foi morar em Petrópolis com um companheiro. “Ele é paciente da Saúde Mental, tem passagem pela polícia e é alvo de uma medida protetiva contra a própria mãe. De volta à cidade, a família foi procurada, mas não consegue oferecer os cuidados necessários. Além disso, ele não adere aos serviços e tratamento que lhe são oferecidos, como CAPS, CREAS, Centro de Cidadania – Hanna Suzart e Hospital Municipal Raul Sertã”. A pasta reforçou que não pode agir de forma compulsória, ou seja, obrigar qualquer cidadão a aderir às suas ações. Ela atua na esfera da abordagem e da conscientização.

A Secretaria Municipal de Assistência Social destacou ainda que ele é uma pessoa com comportamento de saúde mental comprometido, o que também afeta sua autonomia e o deixa agressivo. “Além disso, os serviços são oferecidos e precisam ser aceitos pelo indivíduo, não é um tratamento compulsório. Desta forma, o acompanhamento e monitoramento da situação dele e de outras pessoas em situação de rua continuam sendo feitos, bem como a oferta dos serviços públicos”.

Quanto ao homem de tornozeleira eletrônica que aparece no vídeo jogando o outro na caçamba, também já está sendo monitorado pela equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social, no entanto, se recusa a fornecer sua identificação e recusa qualquer tipo de serviço oferecido. A Secretaria afirma que este caso é uma questão de segurança pública que foge da esfera da pasta.

A reprodução destes conteúdos em parte ou em sua totalidade, sem prévia autorização, podem acarretar em violação dos direitos autorais e resultar em uma ação judicial.

Redes Sociais do EcoSerrano

Telegram
Grupo de Whatsapp 3
Grupo de Whatsapp 2 (lotado)  
Grupo de Whatsapp 1 (lotado) 
Instagram: @ecoserrano
Facebook: @ecoserranoo
Twitter: @serrano_eco
Youtube: EcoSerrano

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seu nome, e-mail e IP por este website.

Matérias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Privacidade

Políticas de Privacidade e Cookies
error: Content is protected !!