Talento por trás da farda: Policiais escritores são reconhecidos por obras de grande relevância

230 visualizações

Sargento Noval recebeu homenagem da Alerj e Sargento Tavares concorre ao Prêmio Jabuti 2022 

A Polícia Militar do Rio de Janeiro, em particular os policiais lotados no 11º BPM de Nova Friburgo realizam mais do que um trabalho de segurança e cidadania. A PM friburguense tem em seu quadro talentos das mais variadas áreas. Seja em um passado recente ou na atualidade, a corporação possui dois escritores reconhecidos e com obras de extrema relevância. 

O 2º Sargento da Polícia Militar, Rodrigo Noval de Oliveira, hoje lotado em Teresópolis, mas que passou por Nova Friburgo em 2014, lançou seu primeiro livro, Chá de Poesia em 2011 pela Editora Livre Expressão. O 2º Sargento foi premiado pela editora Sapere entre poetas de três países de língua portuguesa, Brasil, Portugal e Moçambique no ano seguinte.

Após  ingressar na Academia de Letras Artes e Ciências de Arraial do Cabo (ACLAC), lançou seu segundo livro Poesia Nua, sendo eleito vice – presidente desta instituição no biênio 2013 – 2014. Foi um dos fundadores da 1° feira literária de Armação dos Búzios em 2013, ao lado do escritor Marco Provazzi.

Em 2014 mudou – se para Nova Friburgo, onde realizou no ano seguinte a 1° Feira Literária do 11° Batalhão de Polícia Militar. Em 2017, lançou o livro Corpos Inversos, seu primeiro livro de contos pela editora Lp Books. Afilhado literário da escritora Janaína da Cunha, bisneta de Euclides da Cunha, Rodrigo Noval está na fase final do seu quarto livro, Corações Devassos, contos do Cotidiano. Rodrigo ainda foi agraciado com uma Moção de Aplausos na Alerj,  em 

Sargento é indicado ao prêmio Jabuti 2022

 

O 1º Sargento Tavares foi indicado ao prêmio em três categorias e terá seus livros publicados em 3 idiomas. Há quase seis anos, o policial iniciou sua carreira de escritor de livros infantis. A sua primeira saga foi lançada no fim de 2021 e Cadu, como é conhecido, concorre a três categorias do Prêmio Jabuti 2022, o mais tradicional prêmio literário brasileiro: capa, ilustração e livros infantis. Seus livros serão lançados em Inglês e Espanhol.

“Tentei humanizar o policial militar e trazer essa ideia da vitória do bem contra o mal. A sociedade enxerga a polícia militar como truculenta, mas aqui dentro da farda tem um ser humano. As pessoas se surpreendem quando eu digo que sou escritor. Muitos só acreditam quando eu mostro os livros “, ressalta o 1º SGT.

Em breve, Cadu vai lançar um novo livro, para crianças a partir de 12 anos.

Cadu

 

 

2 comentários

Marcos Vinicios Feito 23 de setembro de 2022 - 14:30

Parabens !

Repetir
Marcos Vinicios Feijo 23 de setembro de 2022 - 14:31

Parabens !

Repetir

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seu nome, e-mail e IP por este website.

Matérias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Privacidade

Políticas de Privacidade e Cookies
error: Content is protected !!