Medalha de Ouro - Estudantes da rede municipal de ensino de Nova Friburgo não participaram das Olimpíadas de Matemática

Alunos teriam sido obrigados a disputar Olimpíada de Matemática mesmo sem ter tido aulas

12548 visualizações

Segundo mãe de aluno, em 2024, os estudantes de uma unidade de Nova Friburgo não tiveram nenhuma aula de matemática até o momento. Veja o vídeo que viralizou nas redes sociais

A partir de agora, os moradores de Nova Friburgo e região serrana contam com um novo canal para compartilhar denúncias, acidentes e flagrantes. LINK PARA O CANAL: https://chat.whatsapp.com/ERr5AYCO0Nq0g0KXQC21iL

Nesta semana, uma mãe de um aluno do Colégio Estadual José Martins da Costa, localizado em São Pedro da Serra, distrito de Nova Friburgo-RJ, denunciou a ausência de aulas de matemática desde o início do ano letivo. A denúncia foi feita ao Ministério Público Estadual e, ao ser divulgada nas redes sociais, rapidamente ganhou grande repercussão.

A mãe relatou que, apesar da falta de aulas de matemática, os alunos foram obrigados a participar da etapa estadual das Olimpíadas de Matemática Brasileiras nas redes públicas de ensino, realizada no último dia 4 de junho. Ela criticou o descaso das autoridades com a educação e pediu providências urgentes para resolver a situação.

A denúncia da mãe de São Pedro da Serra sobre a falta de aulas de matemática no Colégio Estadual José Martins da Costa revela um problema sério na educação local, especialmente em um ano de recorde de participação na Obmep. Espera-se que as autoridades tomem medidas imediatas para resolver essa situação e garantir que os alunos recebam a educação de qualidade a que têm direito.

Moradores, ex-alunos e pais de estudantes do Colégio Estadual José Martins da Costa, em São Pedro da Serra, têm lamentado publicamente a deterioração da qualidade educacional da instituição, que outrora era considerada uma referência na região, conhecida por seu ensino de excelência e forte comunidade escolar.

O EcoSerrano entrou em contato com a Secretaria Estadual de Educação. Em nota, a Seeduc limitou-se a dizer que realiza a contratação de mais de 4.000 professores, além da migração da carga horária de docentes da rede de 18h para 30h, para suprir a carência da rede. A pasta também avisa que os dias letivos serão repostos, a partir de planejamento pedagógico efetuado pela escola e validado pela Diretoria Regional Pedagógica de abrangência, de forma a mitigar os eventuais prejuízos pedagógicos dos alunos.

Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

No dia 4 de junho, mais de 18,5 milhões de alunos participaram da primeira fase da 19ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). Esta competição científica, promovida pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) desde 2005, teve um recorde de participação em 2024, com 56.516 instituições de 5.564 cidades, abrangendo 99,9% dos municípios brasileiros.

A Obmep ocorre em duas fases. A primeira etapa, realizada no último dia 4, consiste em uma prova com 20 questões de múltipla escolha, organizada em três níveis de acordo com o grau de escolaridade: Nível 1 (6º e 7º anos), Nível 2 (8º e 9º anos) e Nível 3 (ensino médio). Os alunos tiveram duas horas e 30 minutos para completar o exame, com alunos com necessidades especiais dispondo de uma hora extra. A aplicação e correção das provas são realizadas pelas escolas, seguindo as instruções e gabaritos fornecidos pelo Impa. Os resultados dos classificados para a segunda fase serão divulgados em 2 de agosto, com a prova final marcada para 19 de outubro.

Premiação

Em 20 de dezembro, a lista dos premiados será publicada no site da Obmep. Alunos de escolas públicas receberão 6,5 mil medalhas (500 ouros, 1,5 mil pratas e 4,5 mil bronzes) e até 45 mil certificados de menção honrosa. Estudantes de instituições privadas serão premiados com 1,95 mil medalhas (150 ouros, 450 pratas e 1,35 mil bronzes) e até 6 mil certificados de menção honrosa. Os premiados com medalhas de ouro, prata ou bronze são convidados a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC Jr.), que oferece uma bolsa de R$ 300 aos alunos de escolas públicas.

A reprodução deste conteúdo em parte ou em sua totalidade, sem prévia autorização, pode acarretar em violação dos direitos autorais e resultar em uma ação judicial.

Redes Sociais do EcoSerrano

Whatsapp EcoSerrano Ocorrências: https://chat.whatsapp.com/ERr5AYCO0Nq0g0KXQC21iL

Telegram
Grupo de Whatsapp 3
Grupo de Whatsapp 2 (lotado)  
Grupo de Whatsapp 1 (lotado) 
Instagram: @ecoserrano
Facebook: @ecoserranoo
Twitter: @serrano_eco

Youtube: EcoSerrano

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seu nome, e-mail e IP por este website.

Matérias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Privacidade

Políticas de Privacidade e Cookies