Justiça Eleitoral  pede reforço “inclusive com a presença do Exército” em Olaria (RJ)

161 visualizações

Ofício ao TRE relatou possibilidade de atentados a inviolabilidade e manifestação livre do voto

A Promotoria de Justiça Eleitoral da 21ª Zona Eleitoral, em Olaria – bairro da Zona da Leopoldina do município do Rio de Janeiro -, requereu que a Justiça Eleitoral providencie o reforço da segurança dos locais de votação, inclusive com a presença do Exército, para garantir a votação e a apuração em locais sob influência de associações criminosas.

A Promotoria relatou em ofício enviado ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que chegou ao seu conhecimento através de notícias jornalísticas, informes em redes sociais, disque-denúncia e outras fontes a possibilidade de ocorrência de atentados à inviolabilidade do voto e a livre manifestação do voto em áreas da cidade, como comunidades dominadas por facções criminosas.

O documento também traz uma análise das informações colhidas pelo disque-denúncia, que registrou 177 denúncias sobre a influência de traficantes de drogas e de milicianos nas eleições. “Tendo em vista as determinações do TSE de se evitar o assédio eleitoral, urge que sejam tomadas providências cautelares com vistas a prevenir ou até impedir que haja qualquer atentado à liberdade de voto”, ressalta o requerimento à Justiça.

Na impossibilidade de reforçar a segurança dos locais de votação, a Promotoria pede que as urnas localizadas em áreas de risco sejam deslocadas para outros locais próximos.

Nova Friburgo

A Justiça Eleitoral também promete mobilizar forças de segurança para fiscalizar e patrulhar os locais de votação. Como de costume, a Polícia Militar enviará oficiais e viaturas para garantir a segurança do eleitor. 

Qualquer sinal de confusão, o eleitor poderá acionar os oficiais de segurança, fiscais no local da votação ou entrar no app Pardal e realizar a denúncia. 

Pardal

O aplicativo Pardal é gratuito e pode ser encontrado nas lojas virtuais Apple Store e Google Play, bem como em formulário web no Portal do Pardal. No site, é possível fazer o acompanhamento das denúncias, acessar estatísticas de abrangência nacional e estadual para todas as eleições a partir de 2018 e obter orientações sobre o que é ou não permitido durante a campanha eleitoral.

Ainda, é possível também relatar problemas durante a votação, como defeito ou mau funcionamento da urna eletrônica. Para fazer uma denúncia, basta encaminhar vídeos, fotos ou áudios que a comprovem, além de informar dados pessoais e de contato, que serão mantidos em sigilo.

Acesse o grupo de Whatsapp do EcoSerrano através do link: https://chat.whatsapp.com/Ko3N4xTBbHo53tmZ5HtpAb

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário, você concorda com o armazenamento e manuseio de seu nome, e-mail e IP por este website.

Matérias Relacionadas

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Aceitar Privacidade

Políticas de Privacidade e Cookies
error: Content is protected !!